Pular para o conteúdo

A diversidade do Brasil evidenciada na Itália

O dia 22 de fevereiro foi marcado pelas apresentações de experiências de IES brasileiras com foco na saúde do Idoso em todas as regiões do País.

No último dia do 5º Encontro da Rede Internacional de Estudos em Gerontologia e Serviços em Saúde, no 14º Workshop Ítalo-brasileiro, foi apresentado um mapeamento de pesquisas e serviços de Instituições de Ensino Superior de todas as regiões do Brasil.

O Centro Universitário Eniac de Guarulhos-SP, representado pela professora Fabiana Santos, nos trouxe um panorama sobre a questão da Intergeracionalidade na Saúde Pública. Já a professora Silvana Funghetto, da Faculdade de Ceilândia de Brasília, apresentou algumas soluções tecnológicas desenvolvidas em seu grupo de pesquisa em seu painel intitulado Envelhecimento, Tecnologia, Ludicidade e Inovação.

Direto da região Norte do País, o professor Luís Marcelo Aranha trouxe a perspectiva a partir do seu trabalho e pesquisas sobre o desafio de se envelhecer na Amazônia.

O Centro Universitário Dom Bosco, de Curitiba-PR, contribuiu para a discussão com dois trabalhos: Sarcopenia e Capacidade Funcional: Idosos com DPOC X Saudáveis; Cuidados Paliativos: o Papel Do Profissional da Saúde. Os trabalhos foram apresentados pela professora Demetria Kovelis e pelo professor Francisco Zanardini.

O dia se encerrou com a Unifacema- Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, de Caxias-MA. O professor Kelson James e a professora Lúcia Rego trouxeram a experiência da Instituição com a apresentação intitulada Projeto de Diagnóstico de Parkinsonismos em Atividades de Extensão no Ensino Médico.

De forma remota, as IES brasileiras trouxeram as suas visões sobre os cuidados com o futuro do País quando o assunto gira em torno do envelhecimento da nossa população. Caso deseje saber na íntegra tudo que foi apresentado e discutido, basta acessar o link abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *