Pular para o conteúdo

Reunião entre Autoridades Brasileiras e Italianas Discute Cooperação em Políticas Públicas e Saúde Coletiva

Autoridades do Ministério da Saúde do Brasil e representantes do Laboratório Ítalo-brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva estão reunidos com autoridades italianas da Região da Emília Romagna para discutir a expansão da cooperação entre os dois países. A reunião, que acontece em território brasileiro, tem como objetivo promover a colaboração em diversas áreas, incluindo saúde, meio ambiente, equidade de gênero, direitos humanos, educação e muito mais.

O Laboratório Ítalo-brasileiro de Formação, Pesquisas e Práticas em Saúde Coletiva, criado há 14 anos, desempenha um papel importante nessa colaboração e tem promovido regularmente eventos nos dois países, bem como projetos e iniciativas bilaterais relacionados ao desenvolvimento de políticas públicas. A Associação Rede Unida é a principal referência no Brasil nesse contexto, e o Governo Brasileiro também oferece apoio, notavelmente por meio da Secretaria das Relações Institucionais da Presidência e da Fundação Osvaldo Cruz.

Autoridades do Ministério da Saúde do Brasil e representantes do Laboratório Ítalo-brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva e da Rede Geronto

Além disso, a RedeGeronto, uma colaboradora da Rede Unida e do Laboratório Ítalo-Brasileiro, está acompanhando e contribuindo com o comitê desta reunião. A RedeGeronto tem como objetivo congregar esforços para divulgar iniciativas que promovam a qualidade de vida e trabalha no enfoque interdisciplinar e transgeracional, na discussão sobre questões do envelhecimento humano, no Brasil e nos demais países para a melhoria da qualidade de vida.

Entre os tópicos da reunião, estão a discussão sobre políticas de equidade no Brasil e na Itália, estratégias para combater a discriminação estrutural com ênfase na igualdade de gênero e questões relacionadas ao acesso à saúde e à educação, especialmente em situações de emergência. Além disso, a proteção ambiental e a sustentabilidade por meio de políticas públicas são áreas-chave de discussão.

A delegação italiana, representada pela Região da Emília-Romagna e pela Universidade de Parma, está interessada em explorar oportunidades de cooperação, incluindo projetos de formação, políticas de igualdade de oportunidades, transição digital, participação social, preservação de florestas e regeneração urbana. A delegação brasileira inclui participantes do Ministério da Saúde, da Secretaria Especial de Relações Institucionais da Presidência e da Fundação Osvaldo Cruz. A Organização Pan-Americana da Saúde também apoia as atividades do Laboratório Ítalo-brasileiro.

Essa reunião faz parte de um memorando de desenvolvimento científico, cultural e fortalecimento de sistemas universais de saúde e bem-estar social firmado entre o Governo da Emília-Romagna e a Associação Rede Unida em 2021. A missão visa aprofundar a cooperação entre os dois países, com a perspectiva de apresentar projetos de colaboração aos fundos de financiamento europeus.

As áreas temáticas de interesse incluem políticas de gênero, proteção florestal e créditos de carbono, regeneração urbana, educação para a diversidade e igualdade de oportunidades. A missão envolverá visitas a cidades brasileiras, como Brasília, Vitória e Rio de Janeiro, como parte das relações de intercâmbio e colaboração que a Região Emília-Romagna desenvolveu com o Brasil ao longo dos anos.

Essa iniciativa representa uma oportunidade valiosa para ambos os países fortalecerem sua colaboração em questões cruciais de políticas públicas, saúde coletiva e desenvolvimento sustentável, com o objetivo de promover a democracia e a liberdade por meio do aprimoramento das políticas públicas.

A reunião é um passo importante no caminho para aprofundar a cooperação entre o Brasil e a Itália, com a perspectiva de novas iniciativas e colaborações no horizonte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *